Muitas pessoas, movidas pelo desejo de criar um sistema de renda passiva – extremamente importante, diga-se – optam por investir em ativos com um histórico de bons desempenhos ou que são muito recomendados. Mas elas identificam a rentabilidade nos investimentos que fizeram?

Parece uma pergunta com resposta óbvia, mas só parece: é comum que até investidores experientes tenham dificuldades para definir a rentabilidade de suas carteiras e, por isso, são surpreendidos com resultados abaixo do esperado.

A rentabilidade de investimento é a relação percentual entre rendimento auferido e valor investido em determinado produto financeiro durante um período de tempo e que também podemos chamar de retorno de investimento.

Analisar a rentabilidade, principalmente em uma cesta de investimentos, é fundamental para ratificar ou revisar as estratégias de investimento e pode impactar até mesmo no perfil do investidor!

Sem essa análise, os investimentos tomam um caminho de incerteza que leva a perdas, mas que podem ser evitadas.

Por isso, a BLOCKBR, uma empresa nativa web 3.0, vai falar sobre a importância da rentabilidade nas análises de investimento e como melhorá-la!

COMO A RENTABILIDADE É CALCULADA

O cálculo de rentabilidade é tão simples que muitas pessoas se perguntam como investiram por tanto tempo sem saber se a aplicação é rentável! Para ser melhor analisada no dia a dia, devemos considerar os três tipos de rentabilidade.

RENTABILIDADE ESTIMADA

É a previsão dada pelo ofertante do produto financeiro. Por exemplo, se você vai investir 10.000 reais em tokens de uma safra de soja e o ofertante estima uma rentabilidade de 12%, então a rentabilidade estimada ao final do período é de 1.200 reais.

RENTABILIDADE NOMINAL

Ao final do período, o investimento rendeu 1.500 reais. Comparado aos 10.000 reais investidos, temos uma rentabilidade efetiva de 15% (rendimento comparado ao capital).

RENTABILIDADE REAL

Aqui entra um convidado indesejado: a inflação.

Se a inflação apurada no período de investimento foi de 7,8%, significa que para comprar um bem que custava 10.000 reais no começo, seria preciso ter 10.780 ao final do prazo. Assim, a rentabilidade real é 7,2% ou 720 reais. Essa é a performance real do ativo financeiro.

RENTABILIDADE NÃO É LUCRATIVIDADE

Essa é uma confusão comum até em empresas, mas pode ser esclarecida de forma simples: se falarmos de investimentos, a rentabilidade é o resultado bruto do investimento, enquanto a lucratividade é o resultado líquido.

Portanto, se pegarmos o exemplo dos tokens da safra de soja e existe um custo de 80 reais a título de custo da operação, o lucro efetivo da operação será de 6,4% ou 640 reais.

RENTABILIDADE NÃO É LIQUIDEZ

Apesar de ser uma outra confusão comum, não são indicadores que estão na mesma conta, como vimos com a lucratividade, pois a liquidez é o quão rápido conseguimos converter investimento em dinheiro.

Podemos ter investimentos rentáveis com baixa liquidez – como nos tokens de imóveis – ou alta liquidez – no caso dos fundos imobiliários tokenizados.

QUAL A IMPORTÂNCIA DA RENTABILIDADE

A rentabilidade é o objetivo central de uma estratégia de investimento, seja do investidor arrojado ou conservador. O desempenho histórico, aliado às conjunturas econômicas, permitem avaliar se vale a pena investir no ativo ou buscar outro com um rendimento mais atraente.

Com essa métrica, é possível comparar os desempenhos dos diferentes investimentos que pertençam à mesma classe de ativos financeiros que estejam no foco do investidor.

Essa análise é bastante usada no comparativo entre ações, por conta da volatilidade do produto e dos muitos fatores que influenciam na performance das empresas. Dessa forma, o investidor conta com mais informação e escolhe o papel mais atraente.

Além disso, ele pode avaliar as opções de investimento que se alinham com o seu perfil de investidor e optar por aquele que tenha historicamente os melhores retornos.

IMPORTÂNCIA DA RENTABILIDADE

COMO GARANTIR A RENTABILIDADE DO SEU INVESTIMENTO

SIGA O SEU PERFIL DE INVESTIDOR

O perfil de investir trafega entre o conservador e o arrojado e cada um deles tem um leque de opções de investimento próprias, que atendem às expectativas do investidor.

Construir uma carteira de investimento baseada no seu perfil é fundamental para que você otimize os estudos sobre o mercado e faça escolhas mais rápidas e mais eficazes, de acordo com os riscos que você deseja correr.

Se o seu foco é ganhar muito a longo prazo, por exemplo, invista em produtos com esse objetivo, como os tokens de projetos empresariais ou os tokens de seguridade, entre outros ativos.

Dessa forma, é maior a chance de construir um portfólio de ativos financeiros que trará os rendimentos desejados e contribuirá para você ganhar confiança e futuramente arriscar mais.

DIVERSIFIQUE A CARTEIRA DE INVESTIMENTOS

Essa é uma das regras básicas para potencializar a rentabilidade: diversificar os produtos financeiros da sua cesta de investimentos. Com aplicações de diferentes prazos, níveis de liquidez e riscos, podemos avaliar e comparar os comportamentos delas.

Com isso, é possível compensar o meu momento de um ativo financeiro com um desempenho melhor de outro e seguir obtendo rentabilidades mais próximas das esperadas. Temos um artigo que fala mais sobre diversificar os investimentos.

PLANEJE O RESGATE NO MAIOR PRAZO POSSÍVEL

Um dos pontos fortes dos investimentos é o pagamento por juros compostos – os rendimentos crescem à medida que o ganho de um mês é incorporado ao saldo anterior da aplicação. Para isso, é essencial manter a aplicação pelo maior prazo possível.

Durante o planejamento do investimento, considere manter o valor aplicado pelo maior tempo possível. Dessa forma, os ganhos serão crescentes – sem contar que em alguns produtos, há a redução e até isenção de impostos ao longo do tempo.

AVALIE IMPREVISTOS PESSOAIS

Muitas vezes, priorizamos os investimentos de longo prazo por conta do rendimento crescente com os juros compostos, a redução de impostos e para criar a disciplina de manter o capital investido.

É uma decisão acertada, porém a vida sempre surpreende e você pode precisar do capital para atender uma emergência ou aproveitar um negócio lucrativo. Estude com cuidado o seu contexto pessoal para que um resgate cause o menor prejuízo possível.

Uma opção é colocar um valor de reserva pessoal em uma aplicação de curto prazo.

BLOCKBR Digital Assets é uma fintech nativa web 3.0 que une inovação tecnológica e o conhecimento digital para transformar ativos físicos em digitais, no processo de tokenização de ativos.

A oferta de ativos físicos e ativos financeiros tokenizados, tanto os atuais quanto novos, é democrática e descentralizada, o que torna a forma de investir segura, mais simples e mais eficiente.

Viabilizamos, estruturamos, emitimos e fazemos a oferta de tokens em nossa plataforma e fora dela. Esteja ciente que tokens dependem de viabilidade e fatores regulatórios.

Você quer tokenizar seu negócio ou parte dele? Tem uma solução de negócio e faz sentido emitir seu próprio token?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *